Como usar óculos de grau e brincos sem errar: é um verdadeiro desafio: combinar óculos e brincos realmente não é uma tarefa fácil.

No dia a dia pode até não ser tão difícil, mas quando chega a hora de uma ocasião que merece uma produção mais caprichada, é comum surgirem várias dúvidas.

No entanto, com algumas dicas você vai perceber que é possível obter visuais incríveis, apenas levando em consideração alguns fatores, como o corte e o tamanho dos cabelos, o modelo dos óculos e o estilo da roupa.

Veja como encontrar soluções para todas as horas e nunca mais errar na combinação óculos e brincos!

 

COMO USAR ÓCULOS DE GRAU E BRINCOS SEM ERRAR

Use o bom senso

Ele é o seu maior guia para tudo, por isso sempre pergunte a si mesma se gostou do resultado final.

Uma dica é: olhe-se no espelho e, se não gostar do que está vendo, tire alguma coisa – jamais coloque mais alguma coisa.

Lembre-se que os óculos já são um acessório, e como a ideia não é ficar parecendo uma árvore de Natal, prime por um visual elegante, limpo e básico.

Tamanho do brinco

Uma boa forma de não errar é combinar óculos com brincos pequenos e discretos.

Podem ser de ouro, prata, pérola ou pedras, o importante é que eles apareçam de forma discreta, principalmente se você fizer o tipo básico.

Se for fashionista, claro que pode apostar em texturas e formatos um pouco mais exuberantes.

Se a ideia for usar brincos pendentes, uma sugestão é prender os cabelos em um coque alto, por exemplo, ou rabo de cavalo.

Dessa forma, além de deixar o rosto mais “limpo”, você estará criando um equilíbrio entre todos os elementos: cabelos, óculos e brincos pendentes.

Combinar não é fazer conjuntinho

Como em qualquer visual, os brincos devem combinar com o seu estilo.

Mas, veja bem, combinar não significa fazer conjuntinhos, muito pelo contrário: quando tudo fica muito parecido o look fica pesado.

Por outro lado, se os seus óculos forem clássicos, dando aquele tom mais “executivo”, combine-os com brincos também mais clássicos, como pequenas argolas, brilhantes ou pérola.

Já se os óculos forem mais fashion, vale a pena ousar um pouco mais nos brincos; o mesmo vale se a armação for vintage – brincos com aquela pegada de passado farão a combinação perfeita.

O importante é manter o equilíbrio estético para não sobrecarregar o visual.

Jogue o peso fora

Procure sempre manter o visual leve, esse é o grande segredo para fazer a melhor combinação entre óculos e brincos.

Por isso, se a armação for grossa, pesada, ela, por si só, já chamará bastante a atenção – e tudo ao seu redor deve ser o mais leve e básico possível.

O mesmo acontece com armações de cores fortes: todo o resto deve ser neutro. Nesses casos, então, prefira brincos pequenos e discretos.

Se você quer que eles apareçam mais, prenda os cabelos.

Armações leves podem ser usadas com brincos maiores.

As argolas costumam dar leveza ao visual, mas abra mão delas se forem grandes e se a armação dos óculos for grossa, ainda que pequena.

Da mesma forma, as roupas também influenciam neste caso, principalmente as de inverno, que costumam ser mais pesadas e ter golas altas e cachecóis.

O ideal é tirar o peso usando brincos pequenos – até porque os grandes “brigam” o tempo todo com a gola. Gola alta + óculos + brincos pequenos + cabelos presos = combinação ideal.

Pequenos truques

Quer porque quer usar aquele brincão?

Se você tem os cabelos bem compridos, abaixo dos ombros, deixá-los soltos pode ser uma boa ideia para que disfarcem o tamanho do acessório.

Óculos de aros grandes e brincos agarrados, mas grandes, é uma combinação que não dá certo de forma alguma. Escolha entre um ou outro.

Se você adora usar acessórios e ainda vai fazer a sua armação, opte pelas mais básicas e discretas.

Assim você terá mais opções para combiná-la com todas as suas joias.

Está atrás do brinco perfeito para combinar com os seus óculos de grau? Clique aqui e conheça nossa coleção!